terça-feira, 11 de setembro de 2007

Fiesp entrega mais de 1 milhão de assinaturas contra CPMF

11/09/2007 - 12h42

BRASÍLIA - A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) entregou hoje mais de 1 milhão de assinaturas de contribuintes contra a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF)। A entrega foi feita em seis carrinhos de supermercado pelo presidente da entidade, Paulo Skaf, após sua apresentação na Comissão Especial da Câmara, que discute a prorrogação do tributo até 2011।Segundo Skaf, as assinaturas foram recolhidas basicamente em apoio a manifesto contra a CPMF lançado pela Fiesp na internet। Ele apelou aos parlamentares que o tributo não deve ser estendido porque a receita de R$ 39 bilhões estimada para 2008 não fará falta ao governo federal।Ele apresentou vários exercícios contábeis em cima da proposta de Orçamento Geral da União de 2008, mostrando que o governo federal terá uma diferença adicional de receita de R$ 53 bilhões, o que, subtraindo-se a arrecadação aguardada com a CPMF, ainda sobrariam R$ 14 bilhões."O governo vai, sim, ter uma economia superior à receita da CPMF no ano que vem e , portanto, sem eliminação de gasto social, verba para a saúde ou de coisa nenhuma", comentou Skaf.Iniciado na semana passada, o debate sobre a CPMF termina hoje na comissão especial junto com o prazo para o relator, deputado Antonio Palocci, apresentar seu parecer sobre o tema.Na campanha contra o tributo, outros debatedores, como Gilberto Amaral, do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, tentaram mostrar aos parlamentares que a CPMF deve ser extinta para reduzir a carga tributária e abrir espaço para o aumento de investimentos privados na economia.(Azelma Rodrigues Valor Econômico)

A MINHA ASSINATURA TAMBÉM ESTA LÁ!!!

Vamos ver se alguém vai nos dar atenção.

Um comentário:

Ana disse...

Parabens pelo blog.
Vamos ver se pelo menos aqui conseguimos mudar alguma coisa.


Beijos
Ana